quinta-feira, 6 de novembro de 2014

EFEITO DO AMOR OU VINÍCIUS DE MORAIS


Aí, depois de tempos eu te reencontro, te vejo. Mas me seguro e vinjo tudo estar bem em sua frente, mas no fundo isso ainda não está...  Porquê isso acontece ? Meu coração novamente disparou rapidamente, acelerou. Me senti tão vivo, tão feliz por estar perto de você. Não tão perto como realmente eu desejaria estar, estou perto de outro modo, mas estou perto de você. Estamos rodeados por nossos amigos que por sinal são incomuns, mas novamente no meio de todos, meus olhos só vêem você, ou só querem ver você? Talvez...
Aí vem.. vem mil pensamentos, mil lembranças, mil recordações, mil saudades, vontade de sentir sua pele, seu cheiro, seu abraço ou simplesmente de ouvir sua voz sussurrando ao meu ouvido.
A tua voz, talvez seja ela que me acalme ou acalme o nervosismo, o acelerado que em meu coração sua presença causou. Como é bom te ver bem, claro seria melhor ti ter comigo. Não que eu não esteja bem, estou, mas contigo eu estaria muito melhor. Mas só de ver esse sorriso que muito tempo, foi causado por mim, já me faz sorrir. Inexplicável sentir novamente a mão suar, a voz não sair ou ficar nervoso por estar perto de você. É inexplicável eu sentir toda a sensação de uma paixão florescer novamente, e que no passado eu já senti isto tudo por ti e pelo que vejo, não só vejo mas, sim sinto isto tudo novamente, sinto que nada passou, nada mudou, sinto que ainda é paixão? Ou é amor? Isso não sei, só sei que pra mim nada mudou...
Mas o que fazer se dê meu coração você não saí, se essa saudade imensa que eu sinto por ti nunca me deixa em paz. Pra falar a verdade, achei que esse sentimento tinha ficado realmente no passado nas lembranças, na minha história... Esses dias me pequei distraído, deitado na cama numa noite não tão fria, lembrando de tudo que passamos, tudo que vivemos e sinto, que você ainda vive em mim. Talvez não, pensei "é a saudade" saudades dos tempos. Mas só que hoje, é hoje, quando te vi,  senti que não era só saudade, senti que de novo tudo estava brotando de um jeito inexplicável...
Que sensação foi essa novamente ? É loucura né? Depois de tanto tempo eu vim sentir tudo isso novamente. Como se fosse natural, ou é natural, talvez seja que na verdade eu ainda te ame. Será que isso é amor ? bom se isso não for talvez eu realmente não saiba o que é amar. Vi novamente o medo de sofrer, só que maior que isso, é o meu amor por ti. Um amor louco, tão louco, pois nós eramos loucos, e foi essa nossa loucura que nos prendeu por algum tempo. Hoje sinto falta dessa nossa loucura. Fomos cada um para um lado, nossos caminhos mudaram de rumo, mas  ainda lembro de tudo. Talvez nossos caminhos no futuro, quem sabe, posam nos juntar novamente. Por que no meio disso tudo ainda tem um ponto de interrogação, pois parece que o ponto final, ainda não chegou. Ou talvez não, ou eu apenas continue com essas lembranças, as mesmas lembranças que me arrancam sorrisos sem eu perceber, e que ainda por muito tempo poderá arrancar. É sorrisos bobos, porque o meu amor é bobo, louco.. mas verdadeiro. Eu sei são loucuras de um amor. Mas o que eu posso fazer,  já que me perdi no meio desse sentimento... O que fazer já que é amor, o meu amor...

2 comentários:

  1. Se é amor, é difícil saber.
    É notório que existe uma grande dúvida. Belo conto.

    ResponderExcluir